Image Image Image 01 Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to Top

To Top

Sem categoria

Entendendo “Branding” através do conceito do que é Marca

Um cliente chega para o designer diz:  Eu quero refazer o Branding da minha marca. Mas afinal o que seria Branding? Um Guia de marca? Um novo sistema de identidade visual? Um redesign do logo?

As pessoas tem um ponto de vista de traçar uma ideia que Branding é um termo utilizado para a criação ou redesign de um logotipo ou até mesmo um material completo de papelaria com uma nova identidade visual da marca , ou até mesmo o discernimento de modernização e atualização. Mas isso é realmente Branding?

Primeiramente precisamos entender o que realmente significa marca e só assim teremos uma compreensão melhor do que seria Branding.

Afinal o que é marca?

IMAGEM_BLOG_2

Diversas pessoas terão uma visão e uma resposta para essa pergunta, se pegarmos 10 pessoas acredito que pelo menos 7 ou 8 pessoas terão uma resposta diferente da outra.

Resumindo o que é marca para entendermos melhor, deixo essa classificação como uma das principais com a qual me identifiquei ao longo do tempo e me faz um maior sentido.

Marca é o que os outros pensam, sentem e dizem sobre você.

Seguindo uma linha de pensamento Flusseriano (Vilem Flusser), podemos dizer que não precisa se tornar material para ser uma marca, pois o imaterial também pode ser uma.

Não precisa ser visível, pois até o invisível se torna marca, para podermos entender melhor quem nunca entrou em uma loja e sentiu um perfume que em nenhum outro lugar foi possível se ter tal essência parecida? Isso é uma marca que agrega os valores da empresa, ou até mesmo nós seres humanos temos uma imagem desde a forma de vestir como pentear nosso cabelo, podemos afirmar que isso também uma Marca, as pessoas se apaixonam pelas marcas, confiam, fidelizam e acreditam em sua superioridade. Portanto se eu pudesse classificar o que é marca com apenas uma frase, eu diria que “Marca é o que os outros pensam, sentem e dizem sobre você.”

Se pensarmos sobre marca pelo ponto de vista dos consumidores marcas fortes agregam valor. Uma Marca forte permite que as organizações se destaquem no mercado e consigam competir além do preço, apenas com o relacionamento entra marca e consumidores gerando confiança e lealdade.

Se analisarmos pelo ponto de vista dos gestores, marcas fortes informam uma impecável estratégia. Uma marca bem definida dá a todos os membros da organização uma maneira simples de começar, e atua como um guia durante o processo de decisão.

As marcas têm três funções principais:

NAVEGAÇÃO: As marcas ajudam os consumidores a escolher uma enorme quantidade de opções
SEGURANÇA: As marcas comunicam a quantidade intrínseca do produto ou serviço e dão segurança ao cliente de que ele está tomando a decisão certa.
ENVOLVIMENTO: As marcas usam imagens, linguagens e associações para estimular os clientes a se identificar com a marca.
Davida Haigh, CEO, Brand Finance

Após discernimos o que é marca, fica mais fácil de compreender o que seria branding. Eu costumo dizer que branding nada mais é do que uma Gestão Estratégica da Marca.

A gestão de marcas é um processo disciplinado afim de gerar um conscientização e ampliação de fidelidade do cliente com a marca, a ideia é aproveitar todas as oportunidades para expressar por que as pessoas deveriam escolher uma marca e não outra.

A gestão de marcas é uma mistura dinâmica de antropologia, imaginação, experiências sensoriais e uma abordagem visionária à mudança.
Marc Gobé – A emoção das marcas.

Portanto quando um cliente busca uma empresa para cuidar do branding de sua marca ou começa-la do zero, ela na verdade precisa entender que  não estara buscando em si uma nova identidade visual e um novo logotipo, mas algo muito maior, mais rentável e que lhe trará um maior valor a marca, pois a mesma será gerida e criada de forma estratégica de acordo o seu mercado, tendências e estudos de futurologia.

Enviar Comentários