(In)Fluxo

(In)Fluxo

Com história e arte pintam-se a grandeza da estação de metrô Luz na rotina do povo paulistano, tornando-se além de transporte coletivo, um museu público através de suas exposições itinerantes e fixas, como o painel de azulejos exposto em seu saguão que exibem artigos da Declaração dos Direitos Humanos de maneira plástica e poética.

A sinergia do metrô Luz perante a arte e seus usuários está registrado nessa fotografia, onde o movimento dos passageiros sobre o saguão tornam-se aquarelas humanas, pintadas de maneira inequívoca sobre um fundo disposto da palavra fraternidade, sensibilizando o afeto entre as pessoas com o fluxo e velocidade da rotina metroviária paulistana.

This is a unique website which will require a more modern browser to work!

Please upgrade today!